ÁTILA


Era período de lua quando Átila saiu com seu pai para caçar as tais criaturas que tanto falavam na aldeia. Na verdade, ele não se sentia muito à vontade para viajar tão tarde, afinal, era o período que ele usava para descansar do nada que ele fazia durante o período do sol. Talvez esse fora o motivo de seu pai o chamar para a caçada. Na metade do caminho, Átila resolveu quebrar o silêncio:
- Que criaturas são essas que estamos procurando?
- Átila, nem um pio. Nós já estamos expostos demais para ficar tagarelando.
- Mas como eu vou caçar algo que eu não sei o que é?
- Garoto, você nem queria estar aqui, então trate de fechar essa matraca.
Pelo jeito que seu pai ficara, Átila deduzira que as tais criaturas deviam ouvir muito bem, afinal, além de manda-lo calar a boca, seu pai falava muito, mas muito baixo.
Já havia se passado 2/4 de tempo quando eles finalmente ouviram algo. Eram sons de pegadas, ainda baixos, mas o suficiente para os deixar em alerta. O pai de Átila preparou a besta que carregava consigo, fazendo Átila copiar a mesma ação. Agachados, os dois avançaram por entre as árvores, no maior silêncio possível, para não assustar seja lá o que fosse que estivessem ouvindo. Enfim conseguiram avistar uma forma, uma forma humanóide, da altura de Átila, que se movia de uma forma estranha, meio agachado, talvez a criatura fosse corcunda até, e então a primeira flecha voou e Átila sentiu. Ele não entendia nada, o pai atirara na criatura, não nele. Seu pai também ficou confuso, mas não podia arriscar deixar a tal criatura escapar e disparou a segunda flecha, seguindo-se de uma cena inexplicável. Átila estava morto aos pés de seu pai, assim como a criatura a 3 distâncias dos dois.
Compartilhar no Google Plus

Juliara Vasconcelos

Geek por hábito, nerd porque me chamam. Gosta de jogar, mas é noob, adora assistir filmes mas odeia filmes de dramalhão e tem medo dos de terror. Lê fantasia, ficção científica e terror, que é sua maior divergência. Não tem nenhuma saga preferida, porque ainda não leu Senhor do Anéis. (Isso mudará em breve)

    Comenta aí!

0 pessoas já comentaram:

Postar um comentário

Obrigada por ler e comentar!
Se comentar em anônimo, deixe seu nome!
Comentários ao estilo spam não serão aceitos, então só comente se realmente leu o post! Obrigada pela compreensão ♥