Liga da Justiça - Ponto de Ignição


Faaala galera! 
Tudo certo por aí? Por aqui tá tudo tranquilo. 
Quem por aqui que tem costume de assistir animações? Além dessas de Pixar, Dreamworks, enfim, essas que saem no cinema? É, to falando daquelas animações que saem dos desenhos que assistimos, ou pelo menos assistíamos quando éramos mais novos. 
Bom, eu ainda tenho costume de assistir essas animações, e hoje eu venho trazer uma da Liga da Justiça pra vocês, a Ponto de Ignição.

Liga da Justiça - Ponto de Ignição é uma animação de 2013, baseada na HQ da Liga, Flashpoint, de Geoff Johns e Andy Kubert, e nela vemos uma realidade totalmente alternativa àquela que estamos acostumados a ver nos desenhos da Liga da Justiça. 



Ponto de Ignição nos apresenta uma história com foco no Flash, nosso herói ligeirinho, que consegue quebrar o paradoxo temporal e voltar no passado, quando ele consegue salvar sua mãe. Quem acompanha o blog e já viu a postagem sobre viagem no tempo (aqui), tem uma pequena noção do problema que isso pode dar. Agora voltando à história da animação. Quando o Flash salva sua mãe (nessa versão é o Barry Allen, para saber mais sobre o Flash, veja essa publicação), ele acaba mudando toda a realidade, inclusive perde seus poderes. 

Nessa outra realidade, os heróis estão em guerra para tomar o planeta, um exemplo é a princesa Diana, que toma conta de Londres e a chama de Nova Temíscira.  Quando ele vê no noticiário o que está acontecendo, ele vai atrás de Bruce, que ele julga ser o único que pode ajuda-lo. Chegando na Batcaverna, ele é recebido com brutalidade pelo Batman, que nessa nova realidade, é Thomas Wayne, pai do Bruce. Isso acontece porque, no dia em que houve o assassinato, quem morreu, nessa nova realidade, foi Bruce, transformando o pai no Batman (muito badass por sinal) e sua mãe no Coringa. Depois da confusão toda de ter que explicar quem, o que, como e onde, Thomas topa ajudar Barry a tentar reaver seus poderes, recriando a situação do dia do acidente que sofreu. Depois de quase mata-lo, Thomas consegue.


Com seus poderes de volta, Flash tenta ajeitar toda a bagunça criada pela pequena modificação que ele fez. Essa animação nos traz detalhes bem interessantes, como os pais do Bruce terem se tornado pessoas completamente opostas, Barry tentando acertar as coisas para voltar para sua própria realidade e a ausência de Clark. É, nosso Super Homem foi escondido nessa nova realidade, e se não fosse pelo Flash ter alertado Thomas de que ele existia, talvez ele nunca veria a luz do sol.

Ponto de Ignição é uma ótima animação, pois além de abordar com leveza o assunto da viagem no tempo, nos chama a atenção para a aceitação de fatos trágicos na nossa vida, porque querendo ou não, essa animação nos mostrou o caos que seria se pudéssemos voltar no tempo e mudar "um destino".

Espero que tenham gostado dessa indicação galera. Algum de vocês já assistiu essa animação? Tem o hábito de assistir? Qual me indicariam?

Me encontre nas redes sociais
Compartilhar no Google Plus

Juliara Vasconcelos

Geek por hábito, nerd porque me chamam. Gosta de jogar, mas é noob, adora assistir filmes mas odeia filmes de dramalhão e tem medo dos de terror. Lê fantasia, ficção científica e terror, que é sua maior divergência. Não tem nenhuma saga preferida, porque ainda não leu Senhor do Anéis. (Isso mudará em breve)

    Comentários

2 pessoas já comentaram:

  1. Esse eu já tinha assistido. Eu amo as animações da DC pq elas são impecáveis
    E sobre o ponto de ignição, é uma ideia do que pode acontecer na série The Flash, nem que seja um pouco

    http://ruasazuis.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim sim, principalmente na season finale.
      Obrigada pela visita!

      Excluir

Obrigada por ler e comentar!
Se comentar em anônimo, deixe seu nome!
Comentários ao estilo spam não serão aceitos, então só comente se realmente leu o post! Obrigada pela compreensão ♥